Indicações Economia e Renda Extra

Viagem:

AirBnB: Fique em lugares diferentes por preços melhores https://abnb.me/e/ATHcC64oiab

Transferwise: Transfira dinheiro para o exterior com as melhores taxas: https://transferwise.com/invite/iw/abilioa1

Carteiras Digitais:

Objetivo é ganhar cashback, aumentar o valor transacionado no cartão (ganhar milhas) e de quebra facilitar a vida sem precisar carregar cartões pra todo lado.

RecargaPay: https://recargapay.com.br/r/abicoe764-7m

PicPay: http://www.picpay.com/convite?@8UN4

AME: Que tal R$ 10,00 de cashback após a sua primeira compra? Use o meu código T2RCP na hora de criar sua conta Ame e aproveite sem moderação. Para baixar: https://usea.me/downloadapp

Méliuz: Com ele você recebe cashback em várias lojas parceiras e ainda pode pedir um cartão de crédito e receber 0,8% de todas as faturas: https://www.meliuz.com.br/i/ref_4ee80b60?ref_source=28

Pagar contas com cartão:

IQ: Ganhe R$10,00 de desconto na primeira conta que pagar com o iq cadastrando pelo link: https://iqcont.as/uMRwVh?inviteCode=ef1d9962-d8f3-48d6-94c7-570336c155d2

Corretoras de Cryptomoedas:

Binance: https://www.binance.com/en/register?ref=36236836

MercadoBitcoin: https://www.mercadobitcoin.com.br/

Blockfolio: https://blockfolio.com/trading?r=RVVJhyGqq4

Vendar de Milhas:

MaxMilhas: Mais completo e paga de acordo com a venda das milhas, você pode configurar o mínimo de milhas utilizadas por emissão (alguns programas de pontos que bloqueiam o número de passagens emitidas para que você não venda) https://www.maxmilhas.com.br/

HotMilhas: Não muito completo e te paga com um prazo depois do aceite independente se eles venderem as milhas, você não pode escolher o mínimo de milhas utilizadas por emissão (pode estourar o limite anual de algumas empresas e não poder vender mais milhas) https://www.hotmilhas.com.br/

Superlógica Onboard

Na última semana, comecei a trabalhar empreender em uma nova empresa: O Grupo Superlógica, na verdade irei trabalhar no PJBank empresa que nasceu dentro do grupo.

A semana foi de reconhecimento e alinhamento, revisei vários conceitos e mindsets nos cursos de onboard disponibilizados na plataforma EAD. O nosso propósito é : “Transformar o mundo pelo empreendedorismo”

Aqui temos livros obrigatórios para leitura:

  • Dobre os seus lucros – Bob Fifer
  • Reinvente sua empresa – Jason Fried & David Heinemeir Hansson
  • Satisfação Garantida – Tony Hsieh
  • Startup Enxuta – Eric Ries (Já li, mas irei ler novamente)

Na sexta tivemos uma Missa (reunião de evangelismo cultural) no time que estou atuando aonde foi mostrado a nova estrutura organizacional do time e feito um Esculacho (Colher Feedback de maneira aberta) sobre a proposta de leitura do livro Blitzscaling.

No final do dia da sexta tivemos outra missa, em uma live participativa, dessa vez com a presença de toda a empresa. Cujo tema foi Como nossa cultura precisa evoluir, foi discutido sobre as diferenças entre corporações e startups, os prós e contras.

Como se manter ágil com 500 funcionários?

Como não perder a essência que nos fez chegar até aqui?

Como ter processos e regras para estar compliance e não deixar de inovar?

Foram algumas perguntas debatidas na missa.

E durante o final de semana pensei em um modelo organizacional que fosse um ponto de equilíbrio entre Corporação e Startup.Baseado no livro Startup Enxuta aonde grandes corporações podem ter pequenas startups dentro de sua estrutura, pensei o modelo CORPUP:

Modelo Corpup

Esse modelo visa juntar Corporação e Startup, aonde processos e operações consolidados incorporam níveis acima pra dentro da corporação e processos novos de discovery ficam por conta de squads independentes (StartUp Squads). Nesse sistema, uma boa idéia pode ser testada e desenvolvida, possibilitando novas verticais ou customizações das próprias verticais.

O que acharam do modelo? Deixe seu comentário!

Até a próxima LiftBank

Meu tempo no LiftBank está terminando e vem aquela nostalgia: “Quanta coisa vivi!”

  • Aprendi React Native e desenvolvi o MPV do LiftPay em 3 meses.
  • Contratei e desenvolvi estagiários.
  • Me tornei P.O.
  • Montei um Time dos Sonhos.
  • Fornecedor Desligando Servidor e eu fazendo script no google sheets para coletar dados antes de desligar tudo.
  • Montamos uma Subadquirência.

Obrigado a todo o Time do LiftBank pela confiança no meu Trabalho! Estarei sempre a disposição! Um Abraço!

Novos desafíos vem por aí!

ToLoja

Sempre busquei desenvolver produtos que atinjam positivamente a vida das pessoas! Antes da Pandemia do COVID-19 tive a idéia de construir uma vitrine online para os empreendedores colocarem seus produtos e serviços à venda.

Veio a pandemia e a necessidade de uma plataforma como essa aumentou.

Minha esposa criou uma delicatessen para vender as comidas deliciosas dela e me deu mais um motivo para acreditar na idéia e então comecei a desenvolvê-la!

Quase 6 meses depois temos o TOLOJA (toloja.com.br) uma plataforma para você vender online.

Feita em React, Api Graphql, Amplify, Storage S3, e Intra AWS!

Precisa vender algum produto ou serviço online? Comece agora!

Plot Trajectory from Bag file using MatLab

In my Final Paper of my Graduation in Electrical Engineering, I had to plot the trajectory of the wheelchair in the SLAM simulation.

I tried to use PlotJuggler but it isn’t possible to plot a non time series in a XY plot.

So, I use MATLAB to read the BAG File (file that contains the record logs of the ROS simulation) and plot the data =)

The Matlab Script is here.

Final Paper of my Graduation in Electrical Engineering

Wheelchairs are the main mobility tools for people whose ability to walk is compromised, whether by accident, illness or disability. With the advent of technology, motorized wheelchairs become more accessible and functional. This work aims to simulate the directional control and autonomous navigation of a motorized wheelchair using the robot operating system (ROS), the Gazebo simulator and a simultaneous location and mapping algorithm (SLAM). The simulation of this work emulates the hardware: Raspberry Pi3+B as the system’s central processor (master), Arduino Mega (node and driver), encoders and an inertial measurement sensor (IMU) for odometry, the Roboclaw motor control power board and Microsoft’s Kinect sensor for visual sensing.

 

This slideshow requires JavaScript.

Retrospectiva 2019

2019 começou prometendo muito! Mas mal sabia eu como iria terminar!

  • Noivei em Janeiro e casei em Setembro!
  • Em dezembro de 2018 tinha começado a ajudar na construção do LiftBank, o primeiro banco digital capixaba para os empreendedores!
  • Ano de formar como Engenheiro Elétrico, ficou faltando apresentar o TCC!

Até aqui foi o ano aonde mais aprendi profissionalmente, aprendi React Native desenvolvi 1 app inteiro, montei um time e passei a ser Product Owner, um nome chic pra o que eu gostava de fazer desde o início: Mais que desenvolver aplicações, desenvolver soluções e produtos de valor para atingir a vida das pessoas!

2019 foi um ano de muito aprendizado!

E 2020 vem com a promessa de me manter empregado kkkk

0.jpeg

 

Product Owner – Novo Desafio

Esse ano, está cheio de desafios!

Comecei a trabalhar na construção do LiftBank, desde janeiro, além de desenvolver o nosso aplicativo, estive interagindo com terceiros na criação dos nossos produtos. Lá atrás não tinha a noção do que estava por vir, do mundo que é o desenvolvimento de produtos. Conhecia e já tinha aplicado o framework SCRUM e metodologia ágil, porém, não tinha conhecimento teórico.

Comecei a estudar, lendo livros e montei meu time de desenvolvimento. Procurei então um curso para me tornar Dono do Produto e fui à São Paulo aprender mais.

 

Voltei e fiz uma apresentação para meu time e toda empresa.

Koé - Abilio - Scrum

This slideshow requires JavaScript.

De desenvolvedor mobile estou me tornando um Product Owner, tendo cada vez mais a visão do produto como um todo, do cliente, e do negócio.

Por fim, consegui minha certificação como P.O. na Scrum.org. Tenho muito que aprender e aplicar, que venham mais desafios!

PSPO I

Cultura LIFT

Para mim a cultura do LiftBank reflete muito aquilo que temos por objetivo: facilitar a jornada do empreendedor.
Uma jornada de pessoas inconformadas que desejam ser donas de um negócio, serem livres para tomar decisões, solucionar problemas e inovar.
Porém, como toda jornada, existem dificuldades a serem vencidas, barreiras a serem transpostas e responsabilidades a serem assumidas.
Assim, como nosso cliente empreende todos os dias buscando seu sonho, nossa cultura nos leva a também realizar os nossos.
Visamos conquistar nossos objetivos por meio do nosso próprio esforço, sem precisar depender tanto de fatores externos.
Sair do lugar, da nossa zona de conforto e criar valor para nosso time.
Aqui nos divertimos com responsabilidade, buscamos resultados e realizações pessoais e profissionais juntos.
Em muitas outras empresas as pessoas podem até sonhar, mas existem limitações impostas pela própria cultura dessas empresas que se traduzem em normas, regras e procedimentos pré-estabelecidos.
Essas limitações impedem a abertura para o novo para a realização do ato de empreender.
Gosto e me identifico com a cultura Lift por nos desafiar à cada dia. Por nos levar a trilhar um caminho desafiante, difícil e aparentemente impossível, mas que no final se mostra recompensador e nos leva à um crescimento. Aqui no Lift, como o nome já diz estamos CRESCENDO, em constante crescimento!
“Muitas coisas não ousamos empreender por parecerem difíceis; entretanto, são difíceis porque não ousamos empreendê-las.” – Sêneca
Abílio Marcos Coelho de Azevedo

 

Último Semestre

Cheguei ao último período da minha faculdade de Engenharia Elétrica, aonde fiz 3 matérias:

Supervisão e Controle de Processos

Revisamos a parte de acionamento de motores e estudamos plantas industriais e utilizamos PLC para controle de processos.

E aprendemos que existem vários jeitos de fazer circuitos de comando, os circuitos abaixo fazem a mesma coisa, controlam um semáforo, com a diferença que um é muito mais otimizado que o outro:

 

Redes Industriais de Comunicação

Estudamos várias redes industriais:

Screen Shot 2019-07-21 at 14.31.09.png

E por fim fizemos um projeto de uma rede IoT para detectar se o ar condicionado da sala estava ligado e enviar um sms, comparando a temperatura externa com a interna e com o sensor de presença detectando se tem alguém na sala:

Screen Shot 2019-07-21 at 14.27.43.pngScreen Shot 2019-07-21 at 14.28.19.png

IMG_1776.jpgIMG_9926.jpg

Sistemas de Telecomunicações

Aonde revisamos os fundamentos das telecomunicações e estudamos diversos sistemas:

  • DSL – Digital Subscriber Lines – Linha Digital do Assinante

É uma família de tecnologias desenvolvida para prover comunicação de voz e dados em alta velocidade, utilizando pares de fios metálicos; É um sistema de transmissão de dados “last mile” usado para prover ao assinante um acesso em banda larga; Esse sistema possui: DSLAM -> Splitters -> Modem A família xDSL, inclui: ADSL, ADSL2, ADSL2+, HDSL, VDSL, VDSL2

  • CATV – CMS

A CMS recebe os múltiplos sinais de TV, VHF e UHF dos canais livres das emissoras de broadcast (ou via fibra óptica direta dos estúdios) e também de geradoras de programas via satélites.

  • HDTV
  • IPTV
  • Cable Modem – CMTS

O CMTS é um equipamento que apresenta as mesmas funções do DSLAM, usado nas tecnologias xDSL. CMTS tipicamente agrega ao serviço de CATV o tráfego de dados no sentido downstream (sentido do assinante). A informação é transmitida em pacotes IP encapsulados de acordo com o padrão DOCSIS. Estes pacotes são transmitidos usando modulação QAM.

  • VOIP

This slideshow requires JavaScript.

  • WIFI

This slideshow requires JavaScript.